22/09/2016

goodbye vibrations e pensamentos aleatórios

Eu tive uma ideia muito boa pra escrever algo.
Na verdade, eu tenho muito boas ideias sempre, mas eu sou muito boa com começos também. Aliás, principalmente com começos. E com frases para terminar. Impactantes. Emocionantes. Ou simplesmente do jeito que deveriam ser.
Eu sou ótima.
Então, temos um bom começo escrito, uma boa ideia pro meio pensada, e uma boa última frase. Mas meio entre começo e meio até a última frase é bastante disperso e faz todos os meus trabalhos de geografia serem excluídos. Até mesmo porque eu nunca lembro da senha que eu coloquei.
E isso me deixa cada vez mais angustiada.

Me sinto muito, muito mesmo, fracassada quando excluo um trabalho de geografia (por isso, dessa vez eu nomeei ele como letras aleatórias. E por que geografia? não sei) por simplesmente não conseguir sair daquele começo muito bem pensando, com todos os personagens bem apresentados e colocados em seus devidos lugares, estes também bem descritos. Eu sei o que vai acontecer. Eu não sei como vai acontecer.

Alguém poderia, por favor, me dizer como acontece? Assim, quem sabe, algum dia eu realmente termine algum desses trabalhos (ou letras aleatórias).

Teve um que eu terminei e fiquei bastante satisfeita. Faltava só alguns ajustes. Era sobre uma idosa, uma câmera e um crime. como chegou no crime? Eu não sei. Como cheguei na idosa? Bem, eu comecei a escrever inspirada numa coisa que minha bisavó falou. Mas daí ela veio a morrer e eu simplesmente não conseguia lidar muito com aquele trabalho de geografia que eu sabia a senha e faltava alguns retoques. Então nunca dei os retoques, nunca mostrei a ninguém e eu excluí.

Junto desse, exclui outro trabalho de geografia, simplesmente porque não me dei ao trabalho de lembrar qual era o Trabalho de geografia e qual era o trabalho de geografia. O Trabalho de geografia era algo amorzinho muito aleatório, e estava um grande lixo. Mas a ideia era boa, e no fim, a última cena seria simplesmente o moço, o qual eu não tinha achado um bom nome, muito triste por algum motivo (eu acho que eu ia matar a moça que também não tinha nome ainda, e nem sabia se ela iria morrer, ou sei lá. Alguém tinha que morrer ou alguém tinha que ser muito filho da puta, então eu acho que alguém morrer é muito mais divertido e tal, e tinha que acontecer porque ele tinha que ficar triste) iria sair pra comer uma coxinha em algum lugar que ela fosse muito boa, e algum comentário sobre o requeijão da coxinha e como ela feia (coxinha totalmente fictícia do Lua e Sol Sol e Lua mas tudo bem) mas muito boa. Mas eu excluí o Trabalho de geografia e só depois quando fui abrir ele descobri que o outro era o trabalho de geografia.

Outro grande problema é minha falta de foco. Um exemplo maravilhoso: eu fui abrir uma notificação do Twitter e simplesmente esqueci tudo o que eu tinha pra escrever aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, não temos super poderes - uma pena - para acabar com você. Mas diga, e se o Skywalker usasse a Contracorrente e Percy um Sabre de Luz?