31/03/2016

pra que tanta vontade de crescer?

17 anos cheia de sonhos procurando viver um conto de fadas querendo o bem de todos sentindo-se feliz amando mesmo quem "não merece" procurando ser amada fazendo as coias darem certo sorrindo pras coisas ruins enfrentando e chorando um pouquinho menos quando a gente percebe que cresce? eu não percebo eu vejo que muitas coisas mudaram mas nem tudo está perdido. hay que endurecerse pero sin perder la ternura jamas. sempre pensei que as coisas eram fáceis mas não tão fáceis assim. é difícil esquecer o primeiro namorado ou o ensino médio ou as amigas. é difícil esquecer o segundo que provavelmente foi uma das coisas mais incríveis que já aconteceram é difícil entrar na universidade é difícil achar que as coisas são fáceis. e aí é fácil chorar e é fácil ficar desesperada e é fácil desesperar toda mundo que está a sua volta. mas aí surge uma fase na vida da gente que as lágrimas secam que surge uma vontade de se ver bem e de ver os outros bem mas sem autodestruição, sem a vontade de se quebrar pra ajudar os outros porque você sabe que pra você tudo tá indo bem mas sente uma vontade imensa de fazer com que os outros também se sintam bem. eu sinto tanta vontade de ser uma pessoa de quem me lembraria mais tarde como sendo boa, como fazendo as coisas certas, e me dou conta de que mesmo tendo a familia problematica que eu tenho, mesmo tendo tantos problemas, eu consigo ser a pessoa que eu gostaria de ser. a amiga, irmã, companheira, ana feliz. eu gosto muito de ajudar e quando comecei a me ajudar as coisas ficaram muito melhores.
essa parada da plantinha que precisa nascer crescer se desenvolver gradual e lentamente a gente tem que usar mais na nossa vida. nada é como a gente espera que seja mas pode ser se a gente quiser muito. e a nossa plantinha interior se regada e posta ao sol cresce muito mais saudável.
aprendi a cuidar de mim e consequentemente meus cactos continuam vivos. eu adoro amar. eu adoro me amar. quero fazer as pessoas felizes, inclusive eu.

27/03/2016

cleopatra

parte daquele pressuposto de ser feliz como se é
de se amar como se é
de fazer as coisas pelas quais sente vontade e sente emoção
e de deixar as lágrimas ca´írem sem criar expectativa
e de levantar a bunda da cadeira
e de não se importar ou não pensar ou não deixar de sentir ou não deixar de fazer
parte do pressuposto de que ser feliz depende de você
parte da ideia de que se você não fizer ninguém vai
parte de sentir que agora é a hora e ir
parte da ideia de não deixar vestígios, de finalmente
de finalmente
finalmente mesmo
não deixar pra trás
deixando
tudo precisa de tempo
mas tem coisas
que parece
que nem o tempo
cura
e você não esquece
e eu também não
mas não podemos nos perder
não podemos deixar passar
se o que queremos
é que não passe