02/11/2013

A cobaia que todos procuram

Gente, eu fico impressionada com a minha mudança de humor repentina. Semana passada eu estava nervosa, irritada, mais chata do que o normal, gripada e ansiosa para o Enem. Essa semana eu estou tão leve, feliz, alegre, contente, de bem com a vida, que estou até me estranhando! Mas uma coisa não mudou de uma semana para outra: a minha opinião sobre a invasão no instituto Royal, e as polêmicas que isso acarretou. Sei que a maioria das pessoas que vão ler esse post vão discordar de mim, mas é apenas a minha opinião, e eu quero expressá-la.

A maioria das pessoas é contra o uso de animais para testes de remédios, cosméticos e maus tratos aos animais. Eu sou contra os maus tratos, e sou contra usar os animais para testes de cosméticos, mas para testes de remédios eu sou bem clara: sou a favor! Me chamaram de ignorante por pensar assim, porém, eu não acho que sou ignorante, pelo contrário, acho que sou ciente.

As pessoas se preocupam tanto com o bem estar dos animais, ou melhor dizendo, dos beagles. Ninguém nunca invadiu nada pra salvar ratos, ou outros animais que são usados como cobaias. Nem invadiu asilos para salvar idosos de maus tratos, ou unidades de acolhimento institucional para ver se crianças são bem cuidadas. Todos os animais, desde um elefante, até um cachorro são indefesos perto dos seres humanos. Nós temos apetrechos que seguram qualquer animal. As pessoas se comoveram com os cachorrinhos porque eles são animais domesticados, a maioria das pessoas tem um cachorrinho em casa.

Mas com tantos cachorros sofrendo nas ruas, foram escolher um instituto que faz pesquisas com remédios para pessoas. Será que eles pensaram nas pessoas com doenças graves que precisam de remédios quando salvaram os beagles? Será que eles pensaram no sofrimento que elas têm, e a esperança que elas mantêm? Acho que ninguém pensou nas pessoas...

E eu aposto que quando algum deles está doente e vai comprar um remédio em alguma farmácia, não pensa como foi testado, só quer aliviar a dor. Eu também não penso nisso quando vou à farmácia. Poderia ser usado algum outro animal, ou talvez não. Mas se usassem outro animal, não seria injusto com eles? E vamos imaginar que parassem de usar animais, desde os ratos até os cachorros, usariam pessoas? Será que algum deles iria querer ser cobaia? Eu não ia querer!

E é por isso que essas pessoas, não apenas as que invadiram o instituto, mas todas as pessoas que pensam que os remédios devem ser testados em pessoas, são falsas-moralistas. Porque na hora que precisam do produto, não ligam em como foi parar na farmácia, e se fosse preciso usar gente, não iriam ser cobaia. Muitos remédios contra doenças graves foram testados em animais, e mesmo que não use algum organismo vivo na hora de fabricar o produto, é necessário alguém para testar o medicamento, então que sejam os animais, e dentre os animais, os beagles são os que possuem o organismo mais parecido com o dos seres humanos!

Apenas lembrando que essa é a minha opinião. Não sou perita nesse assunto, mas é isso que eu penso, se é contra usar cachorros, seja contra usar qualquer animal. E se é contra usar qualquer animal, seja a cobaia protetora dos animais.

Um comentário:

  1. " Seja a cobaia protetora dos animais" né.
    No começo não estava entendendo seu raciocínio, mas agora ficou claro :3
    HUEHUHE concordo, querem defender tantos os animais, então vão lá e sejam vocês, humanos "contra o maus tratos " dos bichanos (porque isso é oque pensam em ratos e etc serem usados dessa maneira: maus tratos) usados como corpo pra teste de medicamento.

    Tchau c:

    ResponderExcluir

Comente, não temos super poderes - uma pena - para acabar com você. Mas diga, e se o Skywalker usasse a Contracorrente e Percy um Sabre de Luz?