25/10/2013

A paciência foi junto com o cabelo...

Então, Marininha está revoltada. Acho que o motivo disso tudo é o fato de que estou gripada, com dor de cabeça, dor no corpo, nariz trancado e escorrendo, sem falar que fico com vontade de espirrar toda hora, e quando vou espirrar, não consigo. Isso me irrita profundamente! E ah, tem os estudos, como todos sabem, eu estudo um pouquinho para o vestibular, e tipo, amanhã acontecerá o Enem, e eu estudei, sabem. Então estou ansiosa, nervosa, com sono, dor, gripe, mas pelo menos as minhas unhas estão belas, pois acabei de pintá-las de azul marinho. E a cor da minha unha não tem nada a ver.

Mas então, eu não quero falar sobre a minha pessoa, já falo bastante dela, e ela é chata, irritada, nervosa... Mas sabe, o que mais me revolta nesses períodos de revolta? A hipocrisia. Sério, eu sou chata, sistemática, preguiçosa, nervosinha, mas se tem uma coisa que eu não sou, é hipócrita. E pessoas que dizem uma coisa e fazem o contrário me irrita de mais. Ou pessoas que são falsas que falam mal dos outros e ficam lambendo a pessoa. E aquelas que ficam julgando você pela aparência?

Sério, as pessoas deveriam se olhar no espelho e tentar encontrar os erros delas, porque ninguém é perfeito, poxa. E só porque o seu cabelo é diferente, ou você não usa roupas de marca, ou tênis caros, ou não tem o celular mais moderno, não quer dizer que você é uma pessoa ruim. Hoje eu estava conversando com meu amigo durante o intervalo sobre isso. E eu cheguei a conclusão de que todo mundo pode ter liberdade para se expressar, mas se um adolescente se expressa da maneira que quer, usando as roupas que quer, sendo amigo de quem quer, na escola ele é taxado com "escroto" por pessoas que deveriam respeitar a liberdade dele!

"Escroto" é esse povo que segue modinha, que quer ser igual a todo mundo, que não tem coragem de fazer no cabelo o que quer, que não tem coragem de ficar com alguém só porque a pessoa não é popular.  Dane-se a popularidade. Que coisa mais ridícula isso! As meninas tem que ter cabelos lisos e compridos, usar blusas justas e decotadas, passar muita maquiagem, dar em cima dos meninos, e falar mal das "recalcadas" pra ser legal? Eu não acho isso!

Na minha opinião, não se mede caráter pela aparência. Eu não sou popular no meu colégio, tenho bastante amigos, mas eles também não são populares, e tem gente que não gosta de mim, claro, afinal nunca todo mundo vai gostar da gente. Do mesmo jeito que meus amigos gostam de mim porque sou assim, outras pessoas não gostam. E eu respeito. Eu também não gosto de todo mundo. Mas sabe, essas picuinhas de popularidade, beleza, a quantidade de gente que já pegou, isso tudo é tão raso. E eu não gosto nem de piscina rasa, que dirá pessoa...

Tanta coisa mais importante para ser levada em conta quanto se trata de pessoas, e eles escolhem justo as marcas que elas usam. É preciso respeitar as pessoas, gostando delas ou não. Eu fico realmente revoltada com isso. Com pessoas que acham que meninas bonitas são só as iguais, que meninos bonitos são só os populares. Quer dizer que para ser aceita na escola eu preciso fazer o que todas fazem? Eu prefiro não me encaixar e fazer o que eu gosto de fazer. Muita gente disse para eu fazer uma progressiva no meu cabelo e deixá-lo crescer, mas eu gosto dele cacheado, e curto, por isso, ontem eu cortei bem curtinho, e amei! E eu não sou de aquário, mas gosto de ser do contra. Como diz uma sábia prima minha, hoje meu nível de bandidagem está alto, até falei algumas coisas que pensei para algumas pessoas. Isso é bom, mas é estranho, porque as pessoas dizem "é melhor falar na cara do que pelas costas!", daí você fala na cara e elas ficam bravinhas...

Bom, é isso, vou para a aula de natação estragar minhas belas unhas que agora estou mantendo curtinhas. É, eu gostava de unhas compridas, mas agora as uso curtas!
Duda comenta:
A Marina vai fazer o Enem e nem estudou! ahhahaahahahahah - riam, riam, riammmmm! - ahahahahahahah
E Marina, sabe-se lá o resto do seu mapa. Vai que, né...

Ana comenta:
A Marina vai fazer o ENEM e nem tá nem aí! ~nossa, risso infinito~

Um comentário:

  1. A maioria das pessoas é hipócrita, falsa, dissimulada e acha isso lindo. A maioria. Mas ainda bem que existem alguns benditos, como você e eu, que se salvam e seguem seus próprios gostos e vontades sem se importarem com o que os "populares" vão achar.

    Deixa eu te contar algo: eu tenho 18 anos, terminei o colegial no ano passado e quebrei a cara nesse ano achando que entrar pra faculdade ia ser uma revolução nesse quesito. Eu acreditava - tinha fé, de verdade - que as pessoas na minha faixa etária seriam um pouco mais maduras quando chegassem na faculdade. Mas sabe de uma coisa? Não são! É uma pena, sim, mas é a realidade.

    É claro que enche o saco ter que conviver com esse tipo de gente que julga pelas roupas, sapatos e não por caráter, mas é o que temos pra hoje no planeta Terra. Às vezes acho que deveria existir um mundo alternativo pras pessoas que têm a mesma opinião que a gente se reunirem e serem felizes pra sempre. Talvez tenha, talvez a internet seja essa nossa válvula de escape... Enfim. Ainda tenho esperança de que isso vá mudar algum dia. Ah, se tenho.

    devorava-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comente, não temos super poderes - uma pena - para acabar com você. Mas diga, e se o Skywalker usasse a Contracorrente e Percy um Sabre de Luz?