31/08/2012

Entenda, só isso...

Tumblr_m1g442sv6o1qioyajo1_500_large

Bom, eu ando muito pensativa... Depois que a J. mudou de lugar na sala, eu ando tendo tempo para colocar minhas ideias no lugar... Não que isso seja bom, mas sei lá... Já reclamaram aqui no blog de meus comentários estranhos e sem sentido nenhum. Quer dizer, para mim tem um sentido. O pior é que eu associo algo com outro algo e depois com outro algo, e falo este último algo no blog, no comentário...

Depois de ficar um tempo sem escrever, eu já estava sem ideias do que fazer... Dormir a tarde toda era a minha opção... mas quer saber? Escrever é um vício. Você vicia. E não consegue parar. Porque sério, para quem é que eu vou falar sobre tantas merdas? Quem quer saber da minha querida meia furada que foi para o lixo? QUEM?

Hoje tem um casamento para ir. É bom. Toda sexta-feira eu vou dormir as nove horas da noite, depois de comer três pedaços de pizza. E na segunda ter que ouvir de como foi legal aonde tal ser foi. É sério, eu não ando achando ninguém com quem falar sobre assuntos gerais. NÃO ME INTERESSA QUEM É BONITINHO, CARAMBA. Eu não gosto deste assunto. É sério. Tá... Você lê em trilhões de blogs meninas que estão gostando de um ser que nem sabe que ela existe. Quer chorar? Quer? Então chora para si mesma, não precisa fazer o mundo todo saber do seu problema.

Ler blogs para mim está virando cansativo. É sério, se eu quero saber sobre suas desilusões amorosas, eu pergunto. Eu prefiro nem ler este tipo de coisa. Eu não gosto de fofuras, e meiguisses. A sociedade tá valorizando demais esses temas bobos. É sério. Agora só lança livros fofinhos, filmes fofinhos, músicas melosinhas... Ao mesmo tempo em que ninguém mais liga para isso, todo mundo quer este tema no mundo.

Agora, se é isso o futuro do mundo, eu prefiro não ter futuro. Acho que vou me trancar em algum lugar bem longe de coisas melosas e fofas, e fingir que não existe e nunca existiu... Não que eu não ache algo fofo... É sério, achar um bebê fofo, uma roupa fofa, ou sei lá, qualquer coisa fofa é normal. Eu não gosto muito de gente fofa. Geralmente gente fofa é muito... FOFA. Não tem como explicar. É irritante. É sério.

Se você é um ser fofo, gosta de textos/filmes/músicas fofas e melosas, não leia, se não quiser. Aliás, você só está lendo porque você quer. Também não fique bravo comigo, ser, porque cada um tem seu maravilhoso (ou não) gosto! É isso. um pouco tosco, e provavelmente um dos post que irei excluir!

2 comentários:

  1. Cara, eu adoro seus comentários e na maioria das vezes 'pego' o que tu tava querendo dizer. Comentários não tem que fazer sentido.
    E eu quero saber da tua meia furada - que você tanto gostava - que foi para o lixo. Adoro teus textos e tuas histórias.
    Fala sério, falar sobre amor não correspondido em blog é o cúmulo. Nunca leio esse tipo de post - na verdade porque nunca me deparo com um, os blogs que leio normalmente não tratam disso. E por isso eu os leio.
    Eu não sou fofa - nem perto - e odeio filmes e músicas fofas. Coisas de romance então (vomitando, por favor)... Mas eu gosto de pessoas fofas. Gosto de pessoas diferentes de mim, me faz refletir, pensar. É bom.
    Contradição no ar, eu sei. Ah, foda-se.

    Hm, não exclua o post. Ficou bem bom - sério.

    ResponderExcluir
  2. Nãooo! Não exclui não Duda! Na verdade eu sou um ser fofo que... okay, tá bom. Bom, na verdade eu achei super esgraçado esse post, sério, parece que você anda estressada com as melosidades e/ou fofas.

    Tá bom, devo confessar que sou romântica, me amarro numa coisa fofa, sou a melosidade em pessoa. Mas não pude deixar de rir lendo esse post, de como as pessoas (que no fundo devem ser fofas sim, mas que não assumem sua fofurosidade escondida...) vêem a objetificação do fofuresco.

    Palavras fofas à parte (já falei muito fofo né?! kkk), as vezes, realmente enjoa. E a gente nem percebe o quanto acaba sendo tão tão... como posso dizer... enjoativo mesmo. Verdade. E de repente isso passa ser super engraçado quando encarado num tom sério, como se você estivesse falando de política, enfim.

    Mas que foi engraçado... ah, sinceramente eu me acabei de rir aqui. =P

    ResponderExcluir

Comente, não temos super poderes - uma pena - para acabar com você. Mas diga, e se o Skywalker usasse a Contracorrente e Percy um Sabre de Luz?